• DJ e produtor, Pedro Goya é uma referência no panorama da música electrónica em Portugal. Com dois álbuns lançados e mais de 18 discos editados em vinyl, Pedro Goya é actualmente um dos produtores mais respeitados na cena underground da música de dança. Com o House e o Techno como estilos-chave do seu trabalho de produção, podemos encontrar lançamentos seus em editoras como a Classic Music Company (de Derrick Carter), Music For Freaks, Brique Rouge, Exun ou OM (de Mark Farina). Já como referências intemporais, influentes em tudo o que produziu até hoje, destacam-se os nomes de quatro grandes: Michael Jackson, Quincy Jones, Giorgio Moroder e Stevie Wonder. Como DJ, já passou por inúmeros espaços, incluíndo o Watergate (Berlim), Moog, Mondo e Fellini (Barcelona), Sasse (Viena), Propaganda (Moscovo), Prozak (Varsóvia), Silo (Leuven, Bélgica), Hospital (Khabarovsk, Rússia) e Dive (Tokyo, Japão). Em Portugal, desde o Alcântara-Mar (Lisboa) ao Maus Hábitos (Porto), passando pelo Anti-Pop Music Festival (Viana do Castelo), Lisboa Parade, Kadoc e Capítulo V (Albufeira), Op Art, Paradise Garage e Europa (Lisboa), Maré Alta (Porto), Vinyl e Via Latina (Coimbra), Marginal (Funchal), Mecca e Clubíssimo (Setúbal), entre muitos outros. Em 2007, lançou a Troia Recordings. Com um catálogo composto maioritariamente por artistas nacionais, esta editora é o feliz resultado da sua procura de novos talentos na música electrónica. Actualmente a Troia Recordings | Limited é uma editora com pilares bem firmes e com os pés bem acentes na terra, contando com edições em vinyl e digitais. Com apenas 27 primaveras e uma década ligado á musica de dança. Pedro Goya é sem margens para dúvidas um nome incontornável na Dance Scene Internacional.